Parque Nacional Peneda do Gerês


 


Pequena e Acolhedora, a vila do Gerês, que tem as motanhas comopano de fundo e uma boa variedade de opções de alojamento e restauração, é o local ideal para pousar as malas e prenoitar antes de partir àdescoberta do Concelho. De tradição milenar, as referências ao termalismo nesta zona remotam à época dos romanos, mas só no século XVIII foi construido o primeiro Estabelecimento Termal do Gerês.




Como chegar:


Sair em direção a Chaves (EN 103) no km 68,5 e, em seguida, seguir na EN 304

 

Braga – Campo do Gerês (por Terras de Bouro): 42 km

Braga – Caldas do Gerês: 43 km

Braga – Mezio: 51 km

Braga – Entre Ambos-os-Rios: 42 km

Braga – Lamas de Mouro: 90 km

Braga – Fafião: 45 km

Lisboa - Braga: 370 km

Porto - Braga: 53 km

Faro - Braga: 630 km

 

 

- Pitões das Júnias e Mosteiro de Santa Maria das Júnias

- Cascatas e lagoas do Tahiti e Cascatas do Rio Homem

- Os Espigueiros

- Ponte da Misarela

- Vilarinho da Furna

- Parque Nacional da Peneda-Gerês

- Termas do Gerês

Na zona do Gerês, os pratos típicos incluem Carne de Cabrito, Bifes de Presunto, Presunto, Enchidos, Papas de Sarrabulho, os Rojões, o Cozido à Portuguesa, Caldo Verde, Pataniscas de Bacalhau, Bacalhau com Migas e arroz de cabidela. Não esquecendo o tão conhecido cozido de feijão com couves da zona de Rio Caldo .

Na doçaria regional incluem-se Bolo de bolacha com doce de ovos, os pasteis de Santa Eufémia, a torta de laranja de Amares entre outros doces conventuais.

 

 

 

 

ANUNCIE O SEU
ESPAÇO

Saiba como podemos encontrar os convidados perfeitos para o seu negócio.